segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Escritor / Personalidade do mês de setembro



Franz Kafka


(Praga, 3 de julho de 1883  Klosterneuburg, 3 de junho de1924) foi um escritor checo, autor de romances e contos, considerado pelos críticos como um dos escritores mais influentes do século XX.
A maior parte de sua obra, como A Metamorfose, 
O Processo e O Castelo, está repleta de temas e arquétipos de alienação e brutalidade física e psicológica, conflito entre pais e filhos, personagens com missões aterrorizantes, labirintos burocráticos e transformações místicas.
Kafka nasceu em uma família judaica de classe média e falante de alemão em Praga, então pertencente ao Império Austro-Húngaro. Durante sua vida, a maior parte da população de Praga falava tcheco e a divisão entre os falantes de tcheco e alemão era visível, já que ambos os grupos estavam tentando fortalecer sua identidade nacional. A comunidade judaica muitas vezes achou-se dividida entre esses dois grupos, levantando, naturalmente, questões sobre a origem de uma pessoa. O próprio Kafka era fluente nas duas línguas, considerando o alemão sua língua materna.
Kafka formou-se em direito e, depois de completar sua educação, conseguiu um emprego em uma companhia de seguros. Começou a escrever contos no seu tempo livre. Pelo resto de sua vida, reclamou do pouco tempo que tinha para dedicar-se ao que chegaria a chamar de “seu chamado”. Arrependeu-se de ter tido que dedicar tanto tempo ao seu “ganha-pão”. Kafka preferia comunicar-se através de cartas; escreveu centenas de cartas para sua família e amigas próximas, incluindo seu pai, sua noiva Felice Bauer e sua irmã mais nova, Ottla Kafka. Tinha uma relação complicada e turbulenta com seu pai, o que teve uma grande influência sobre sua escrita. Também sofreu por ser judeu, sentindo que essa era uma característica que tinha pouco a ver consigo, apesar de críticos afirmarem que isso influenciou sua escrita.
Apenas algumas das obras de Kafka foram publicadas durante sua vida: as coleções de contos Considerações e Um Médico Rural, e contos (como A Metamorfose) em revistas literárias. Preparou a coleção Um Artista da Fomepara impressão, mas só foi publicada postumamente. Os trabalhos inacabados de Kafka, como os romances O Processo, O Castelo e O Desaparecido, foram publicados postumamente pelo seu amigo Max Brod, que ignorou o desejo de Kafka de ter seus manuscritos destruídos. Albert Camus, Gabriel García Márquez e Jean-Paul Sartre estão entre os escritores influenciados pela obra de Kafka; o termo "kafkiano" popularizou-se em português como algo complicado, labiríntico e surreal, como as situações encontradas em sua obra.

 

 

 




Lista dos principais escritos literários de Franz Kafka

 

Romances

O Desaparecido (escrito em 1912 - publicado em 1927)
O Processo (1914 - 1925)
O Castelo (1922 – 1926)

 

Contos

Um Médico Rural (escrito e publicado em 1919)
Um Artista da Fome (1922)
A Grande Muralha da China (escrito em 1918 – publicado em 1931)

 

Novelas

A Metamorfose (escrita em 1912 – publicada em 1915)


Livro em destaque no mês de setembro de 2015



Livro: A Chave de Salomão

Autor: José Rodrigues Dos Santos



Sinopse: O corpo de Frank Bellamy, o dsirector de Tecnologia da CIA, é descoberto no CERN, em Genebra, na altura em que os cientistas procuram o bosão de Higgs, também conhecido por Partícula de Deus. Entre os dedos da vítima é encontrada uma mensagem incriminatória.

A mensagem torna Tomás Noronha o principal suspeito de homicídio. Depressa o historiador português se vê na mira da CIA , que lança assassinos no seu encalço, e percebe que, se quiser sobreviver, terá de deslindar o crime e provar a sua inocência.
Ou morrer ou tentar.
Começa assim uma busca que o conduzirá às mais surpreendentes descobertas científicas alguma vez feita