sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Coleção: Educação Literária.

As aventuras de Pinóquio de Carlo Collodi.

Sinopse...
Esta coleção concretiza um dos principais objetivos das Metas Curriculares de Português do 1.º Ciclo que reside no acesso de todos os alunos que frequentam o Ensino Básico a obras literárias de referência, fomentando, assim, o domínio da Educação Literária.

A leitura deste livro é indicada para o 3.º ano de escolaridade. Inclui guião de exploração e fichas de leitura.

S. Martinho.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Missão UP – Unidos pelo Planeta




Um Projeto Educativo
Galp Energia



Vamos ser positivos acerca da energia
Sessão de esclarecimento sobre a energia.
As turmas do 1º ciclo, 5º A e 5º B assistiram à sessão.

Escritor / Personalidade do mês de junho

Mário de Carvalho nasceu numa família do Sul de Portugal. A reminiscência do Alentejo aflora em vários passos da sua obra, 1 mas Lisboa é o lugar privilegiado dos seus textos. A prisão do seu pai pela PIDE, polícia política salazarista foi um choque duríssimo que o levaria desde muito cedo à resistência contra o regime.
Já no Liceu Camões foi aluno de Mário Dionísio e colega de turma de João Aguiar e Eduardo Prado Coelho.
A partir das greves estudantis de 1961-1962, desenvolveu actividade nas associações académicas e cineclubes, até à sua licenciatura pela Faculdade de Direito de Lisboa.
Em 1971, devido à resistência clandestina antifascista (Partido Comunista Português) foi preso pela polícia política durante a instrução militar. Submetido a onze dias de privação do sono, acabou por cumprir catorze meses de prisão nas cadeias políticas de Caxias e Peniche. Essa situação encontra-se dramatizada filme de José Barahona Quem é Ricardo?.
Saiu ilegalmente de Portugal em 1973 e exilou-se em Lund, na Suécia, onde obteve asilo político já nas vésperas da Revolução de Abril.
Regressado a Portugal, após um agitado envolvimento político, dedicou-se a uma advocacia de causas, nomeadamente sindicais e de inquilinato.
Integrou a direcção da Associação Portuguesa de Escritores, durante as presidências de David Mourão-Ferreira (1984-1986) e Óscar Lopes (1986-88).
Foi professor convidado da Escola Superior de Teatro e Cinema e da Escola Superior de Comunicação Social durante vários anos. Orientou pós-graduações em escrita de teatro na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e várias oficinas de escrita de ficção. É pai da escritora Rita Taborda Duarte e da jornalista Ana Margarida de Carvalho
Em 1981 publicou, Contos da Sétima Esfera, que mereceram do crítico João Gaspar Simões a classificação de «surpreendente, desconcertante, inclassificável na tradição portuguesa».
Seguiram-se os Casos do Beco das Sardinheiras, O Livro Grande de Tebas, Navio e Mariana e A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho.
Os Alferes apresenta de uma forma crua e desapiedada, não isenta de ironia, os dilemas dos jovens oficiais milicianos no teatro de uma guerra em que não acreditavam. Um dos contos foi adaptado duas vezes para cinema por (Luís Filipe Costae Julio Alves) e uma para teatro (Il était une fois un souslieutenant, por Otile Ehret).
A Paixão do Conde de Fróis, logo traduzido para a prestigiada editora Gallimard, decorre no século XVIII, durante a Guerra dos Sete Anos. O seu livro mais reeditado, traduzido e premiado veio a ser o romance Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde que ficou como clássico do género, embora o autor, numa epígrafe provocatória, tenha garantido não se tratar de romance histórico. Na sequência do Prémio Pégaso de Literatura, o romance foi traduzido para inglês, francês, alemão, italiano e outras línguas, em capa dura e edições de bolso, com excelentes recensões.
Em 1995 surge o romance satírico Era Bom Que Trocássemos Umas Ideias sobre o Assunto inaugurando o género a que o autor chamou «cronovelema» e que associa o humor à crítica aguda do quotidiano. O livro obteve um bom acolhimento na Alemanha e em França. Mário de Carvalho tem, actualmente, 21 livros publicados no estrangeiro, em 11 países, incluindo o Brasil.
A sua escrita é extremamente versátil e é impossível incluí-lo em qualquer escola ou corrente literária. Desde a crónica irónica do quotidiano à toada mais sombria, tem praticado uma grande diversidade de géneros, percorrendo vários épocas, e ecoando alguns grandes clássicos da literatura portuguesa e universal. Os seus livros têm tido sucessivas edições.
Todas as suas peças de teatro foram levadas à cena, em Portugal ou no estrangeiro. Trabalhou em argumento com os realizadores Luís Filipe Costa, José Fonseca e Costa, Solveig Nordlung, José Carlos Oliveira e José Barahona.
Foram-lhe atribuídos em Itália os prémios Giuseppe Acerbi (Passegia un dio nella bresa della sera) e Citá de Cassino (I sottotenenti).

Livro em destaque no mês de junho

Livro: O Sonho do Celta
Autor: Mário Vargas Llosa

Sinopse:

“O Sonho do Celta” baseia-se na vida do irlandês Roger Casement, cônsul britânico do Congo Belga, em inícios do século XX – e que durante décadas denunciou as atrocidades do regime colonial, antes de rumar à Amazónia peruana. É no cenário deslumbrante e perturbador do rio Congo, revelado por Roger Casement ao escritor de Joseph Conrad – e de que este serviu para o romance O Coração das Trevas-, que Mário Vargas Llosa situa o início do seu novo livro. Roger Casement defensor dos direitos humanos, nacionalista irlandês, condenado à morte por traição, é mais do que um personagem de romance, a sua vida extraordinária, cheia de aventuras, ousadias, sonhos e perseguições é também um fragmento da história da humanidade que não desiste de ser justa apesar das muitas desilusões que a cercam.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Livro Recomendado no mês de junho de 2014 pelo PNL

Livro Recomendado no mês de junho de 2014 pelo PNL
Sinopse
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para Educação Pré-Escolar, destinado a leitura em voz alta.
E se todos tivéssemos o dom de mudar de corpo ao longo da vida? E se voar fosse mesmo possível para todos os que sempre desejaram ter asas? Esta é a estória de um golfinho que queria ser passarinho…
O Voo do Golfinho de Ondjaki

Sugestões de Leitura para o mês de junho

segunda-feira, 26 de maio de 2014

O Canto do Conto



As turmas do pré-escolar, como todas 6ª feiras vieram ouvir uma história "A festa de anos". A atividade consistiu em enfeitar um bolo de aniversário. Ficou um trabalho muito bonito. Parabéns a estas crianças maravilhosas.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

O Canto do Conto





Era uma vez...
As turmas do pré-escolar ouviram a história" As sementes de abóbora", realizaram a atividade, que consistia em pintarem abóboras e colarem no painel. Ficou um trabalho muito bonito.
 — com Eva Rodrigues e Nadia Mondragao. (5 fotos)

Dia Internacional das Famílias





Para comemorar o dia internacional das famílias, a associação de pais convidou a Carlinda Marcelo, funcionária da escola, a contar novamente a história "A Princesa da Luz e a Fada de Cristal". não podemos esquecer a história da Leonor, nem ... Ver mais
 (5 fotos)

Curso de Alfabetização



Alguns dos elementos do curso de Alfabetização, vieram à Biblioteca requisitar livros, e passar um tempinho a ler com a ajuda da Drª Cristina Rúbio. É um prazer recebe-los sempre, sem dúvida é um exemplo a dar.
Estão de parabéns.
 

sexta-feira, 16 de maio de 2014

O Canto do Conto




As turmas do Pré- escolar vieram à nossa Biblioteca ouvir a história "A lagartinha muito comilona". No final os alunos recontaram a história recorrendo a imagens que lhe foram dadas, resultando deste trabalho um paínel. (4 fotos)

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Livro em destaque no mês de maio de 2014


Livro: Uma espia no meu passado
Autora: Lucinda Riley

Sinopse: Côte d`Azur, 1998. Émilie de la Martinières lutou sempre contra o seu passado aristocrático. Agora, com a morte da mãe, é obrigada a confrontá-lo pois é a única herdeira do imponente castelo da família. Mas com a casa  vem uma pesada dívida e muitas interrogações: qual seria a finalidade do quarto secreto por baixo da adega? Quem é a misteriosa Soohia, que assina um comovente caderno de poemas? Quem foram os protagonistas da trágica paixão que mudou o curso da história da família?

Londres, 1943. Em plena Segunda Guerra Mundial, a inexperiente Constance Carruthers é recrutada pelos serviços de espionagem britânicos e enviada para Paris. Um incidente separa-a do seu contacto na Resistência Francesa, obrigando-a a refugiar-se junto de uma família aristocrata que entretém membros da elite de Hitler ao mesmo tempo que conspira para libertar o país. Numa cidade repleta de espiões no auge da ocupação nazi, Constance vai ter de decidir a quem confiar o seu coração.

Constance e Émilie estão separadas por meio século mas unidas por laços que resistiram à força demolidora do tempo. Os segredos que o passado encerra pulsam ainda em busca de redenção.


sexta-feira, 4 de abril de 2014

Projeto Amostra Ler +.

Sala do 2º ano.

Prof. Ana e Prof. Sandra Calado
Requisições

Escritor/Personalidade do mês de abril 2014.

Gonçalo M. Tavares.
Gonçalo Manuel Albuquerque Tavares GOIH (Luanda, Agosto de 1970), mais conhecido na forma Gonçalo M. Tavares, é um escritor e professor universitárioportuguês, cuja primeira obra foi publicada em 2001.2
Recebeu os mais importantes Prémios em Língua portuguesa: o Portugal Telecom 2007; o Prémio José Saramago 2005 e o Prémio LER/Millennium BCP 2004 com o romance - "Jerusalém" (Caminho); o Prémio Branquinho da Fonseca da Fundação Calouste Gulbenkian e do Jornal Expresso, com o livro O Senhor Valéry (Caminho); o Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores com Investigações.Novalis (Difel) e o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores "Camilo Castelo Branco" com água, cão, cavalo, cabeça (Caminho).
Os seus livros deram origem a peças de teatro, objectos artísticos, vídeos de arte, ópera, etc. Estão em curso cerca de 220 traduções distribuídas por quarenta e cinco países.
O romance "Jerusalém" foi incluído na edição europeia de "1001 livros para ler antes de morrer – um guia cronológico dos mais importantes romances de todos os tempos".

Livro em destaque no mês de abril de 2014.

Livro: A Arca
Autora: Victoria Hislop


Sinopse:
Tessalonica, 1917.
No dia em que Dimitri Komninos nasce, um incêndio devastador varre a próspera cidade grega, onde cristãos, judeus e muçulmanos vivem lado a lado. Cinco anos mais tarde, a casa de Katerina Sarafoglou na Ásia Menor é destruída pelo exército turco. No meio do caos, Katerina perde a mãe e embarca para um destino desconhecido na Grécia. Não tarda muito para que a sua vida se entrelace com a de Dimitri e com a história da própria cidade, enquanto guerras, medos e perseguições começam a dividir o seu povo.

Tessalonica,2007.
Um jovem anglo-grego ouve a história de vida dos seus avós e, pela primeira vez, apercebe-se de que tem uma decisão a tomar. Durante muitas décadas, os seus avós foram os guardiões das memórias e dos tesouros das pessoas que foram forçadas a abandonar a cidade. Será que está na altura de ele assumir esse papel e fazer daquela cidade sua casa?

quinta-feira, 3 de abril de 2014

PIM Teatro



O Bicho Papa-Livros "memórias de um animal intelectual".

Projeto Amostra Ler +.

Prof. Sandra Calado a apresentar a amostra do livro.

No âmbito do projeto amostra ler + continuem a fazer as vossas requisições.
Boas Leituras!