quarta-feira, 11 de julho de 2012

Livro em destaque na Biblioteca de Barrancos- JULHO 2012


Resumo:

Durante anos Jessie manteve em segredo a
identidade do pai do seu filho Oliver, e fica em estado de choque quando descobre
que o homem em questão, o famoso actor Toby Gillespie, acaba de se mudar para a
casa ao lado. Será que a verdade está prestes a ser revelada?
Bastaria um olhar de relance em direcção
a Oliver e alguma aritmética mental para Toby deslindar a situação. Mas será
que ele é capaz de tal aritmética? E se for, qual será a sua reacção perante um
filho que desconhecia?

Se acha que a vida de Jessie já está
muito complicada imagine só como vai ficar quando Toby se declarar: afinal,
Jessie sempre foi a mulher da sua vida. E o pior é que Toby é casado e a sua
deslumbrante mulher pode assistir a tudo da janela ao lado!

ESCRITOR/PERSONALIDADE - JULHO 2012

João Mário Caldeira,69 anos de idade, é natural de Santo Aleixo da Restauração, concelho de Moura. Reside em Serpa.Licenciado em História, desempenhou funções de docente de orientação pedagógica e directivas em Escolasdo Ensino Público e Privado, entre elas a Escola de Artes e OfíciosTradicionais de Serpa, onde exerceu o cargo de Director de 1993 até finais de
1999.

Professor aposentado exerce esporadicamente funções docentes de avaliação externa. Faz parte da Assembleia Municipal de Serpa e integra o Conselho Editorial da Revista do “Arquivo de Beja”.Participa regularmente em órgãos de informação e seminários sobre assuntos relacionados com a defesa do património e da cultura local. Publicou em 2000 “Margem esquerda do Guadiana, as gentes a terra, os bichos” e em 2001 “Maria Capitoa”.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Mês da Famíia - maio

No âmbito do projeto a Ler+ e do mês da família (maio) a Biblioteca está a receber Encarregados de Educação e outros familiares que se disponibilizem para ler.
A "Fátita", no dia do aniversário do seu filho Zé, surpreendeu-o com a leitura do conto:"A Surpresa da Ratinha".
Após a sessão de leitura, os alunos elaboraram trabalhos na sala de aula que vão ser expostos na sala de convívio.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

No âmbito do Projeto a Ler+, a professora Celeste leu a história:"O desejo do Lenhador" para os alunos do 2º e 3º anos.Esta atividade decorreu na Biblioteca, em regime de voluntariado, por parte desta colega já aposentada, indo ao encontro de uma das áreas de incidência do projeto.Uma vez terminada a sessão de leitura, fez-se uma breve exploração do texto e, ficou combinado com as professoras das turmas que, na sala de aula os alunos irão fazer um registo gráfico do mesmo.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Escritor do mês Maio

Garcia de Resende

Garcia de Resende (Évora, 1470 - Évora, 3 de Fevereiro de 1536) foi um poeta, cronista, músico, desenhista e arquiteto português. [1]
Sabe-se que em 1490 era moço de câmara de D. João II (1481-1495) e, no ano seguinte, seu moço de escrevaninha ou
secretário particular, cargo que exercia ainda em Alvor, onde o soberano veio a falecer. Coube-lhe ser designado
secretário-tesoureiro da faustosa embaixada liderada por Tristão da
Cunha
, enviada por D. Manuel I (1495-1521) ao Papa Leão X. Os últimos anos de vida passou-os
em Évora, onde era proprietário. Como muitos homens do Renascimento, Garcia de Resende tinha muitas
facetas: trovava, tangia, desenhava e julga-se que era entendido em arquitectura militar. Alguns historiadores consideram-no o iniciador do ciclo dos Castros,
pois as suas trovas referentes à morte de Inês de Castro são o mais antigo documento poético
conhecido versando sobre o assunto. Escreveu a Miscelânea em redondilhas, curiosa anotação de personagens e
de acontecimentos, nacionais e europeus. Mas o que o tornou conhecido foi o Cancioneiro Geral, publicado em 1516, que reuniu as composições poéticas produzidas nas
cortes de D. Afonso V (1438-81), D. João II e D. Manuel I, tendo-lhe redigido um prólogo
dedicado ao príncipe D. João e composto as quarenta e oito trovas com que encerra a obra.

Obras:
Cancioneiro Geral (1516)
Breve
memorial sobre a confissão (1521)
O
sermão dos três reis magos (1536)
Vida e
Feitos del-rei D. João II (1545)
Crónica
de D.João II (1545)
Miscelânea
e variedade de histórias (1554

Livro em destaque no mês de Maio



Rodrigo Guedes de Carvalho
(Nasceu em 1963, no Porto)


Em 1997 recebeu o Prémio Especial do Júri do Festival
internacional FIGRA, em França, com uma Grande Reportagem sobre
urgências hospitalares. Estreou-se na ficção com o romance Daqui a nada (1992) vencedor do Prémio Jovens Talentos da ONU.

Elogiado pela crítica, foi
considerado uma voz incontornável da literatura portuguesa.

Foi co-argumentista do tele-filme Alta-fidelidade, exibido na SIC, e argumentista da longa-metragem Coisa Ruim, filme que mereceu honras de Abertura Oficial do Fantasporto 2006.
É ainda autor da peça de teatro Os Pés no Arame, levada à cena em
Lisboa em 2002.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Notícias de Ciência

Astrónomo mostra que há cada vez menos estrelas no Universo

Orca branca adulta é avistada pela primeira vez

Segredos dos vulcões de Marte revelados

É o efeito paraquedas que salva gatos de grandes quedas

Qual o potencial solar do seu telhado?

Até quando vamos ter água boa para beber?

Hernâni Maia: Um químico que constrói casinhas de bonecas

Descoberto o sangue mais antigo de sempre, com 5300 anos

Descobertas 24 novas espécies de lagartos nas Caraíbas

Europa avança para missão às luas de Júpiter, à procura de vida

Detectada nova partícula no CERN                           










Cientista da Semana


Johann Balmer


Matemático suíço que, ao estudar os espetros luminosos emitidos pelos gases incandescentes, chegou empiricamente a uma equação matemática, que foi designada com o seu nome, que permitia calcular o comprimento de onda das quatro riscas espetrais, já conhecidas, do átomo de hidrogénio.

Balmer nasceu em 1825, em Lausanne. Foi professor em Basileia. Matemático de formação e de vocação, não tinha muitos conhecimentos de Física. No entanto, incentivado por Hagenbach-Bischoff, professor da Universidade de Basileia, iniciou a investigação dos espetros luminosos que o levou, aos 60 anos de idade, a publicar a equação de Balmer. Esta equação teve grande importância no desenvolvimento da teoria atómica e na espetroscopia atómica. Ele predisse, também, para os átomos de hidrogénio, a existência de uma quinta risca na zona do visível e de outras fora desta zona e apresentou equações para descrever as linhas espetrais dos átomos de hélio e de lítio.

Faleceu em 1898.

sábado, 21 de abril de 2012

PROJETO A Ler+

No dia 18 de Abril a Equipa de Coordenação Local do Projeto a Ler+ recebeu a Drª Anabela Martins da Rede de Bibliotecas Escolares, a Drª Paula Luís do Plano Nacional de Leitura e a Drª Maria do Carmo Cunha, coordenadora interconcelhia das Bibliotecas Escolares. Esta visita de acompanhamento do Projeto teve como principal objetivo monitorizar as atividades realizadas até esta data. Após uma pequena apresentação em vídeo e breve descrição das atividades, os docentes envolvidos falaram dos seus projetos; seguindo-se um espaço para debate. Encerrou-se com a visita à Biblioteca e ao Jardim de Infância.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Site Recomendado - Ciência em Linha

"Nascido do gosto pessoal de João Pedro Calafate pela ciência e divulgação científica, o sítio na Internet «Ciência com Todos» quer ser um veículo de transmissão de conhecimento e ajudar a aumentar os níveis de literacia científica, nomeadamente dos alunos do ensino básico e secundário." in http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=53799&op=all

Link: http://cienciapatodos.webnode.pt/

Livro do Mês - Ciência em Linha


Este mês recomendamos um clássico da ciência de um dos miores divulgadores científicos de sempre: Carl Sagan.


«Carl Sagan trata de tudo: 'Cosmos é tudo o que existiu, existe ou existirá.' O que o olhar humano alcança e, mais longe ainda, o que a mente humana alcança. Leva-nos numa viagem para a frente no espaço e para trás no tempo. Faz-nos sonhar! Poder-se-á pedir mais de um livro?»
Carlos Fiolhais, físico

«Carl Sagan é recordado como um dos maiores astrónomos de sempre, não só pelas suas contribuições exemplares para as ciências planetárias e a astrobiologia, mas por ter sido um extraordinário divulgador e comunicador de ciência. Visionário no estudo do sistema solar, a sua elegante, clara e inteligente forma de escrita ganhou, graças ao livro Cosmos, imensos adeptos e chegou a públicos até então afastados da ciência. A par do Mensageiro dos Céus, de Galileo Galilei, Cosmos é um livro maior na divulgação da astronomia: o livro e a série de TV que o acompanha serão para sempre considerados um dos acontecimentos mais importantes da história da divulgação cientifica. Cosmos é um livro para ler, reler e será sempre uma inspiração e motivação para descobrir o Universo que nos rodeia. »
Pedro Russo, coordenador Global do Ano Internacional da Astronomia 2009

Em Cosmos, porventura pela primeira vez na literatura, são transmitidos com inteligência e emoção tocantes, a ideia e o sentimento de uma cidadania cósmica. «Ninguém mais do que Carl Sagan desejou e se empenhou em encontrar indícios de vida inteligente no Universo, mas ninguém como ele foi tão céptico e rigoroso na verificação científica das suas supostas manifestações. Livro de viagens e de descoberta, Cosmos prepara-nos para esse encontro fantástico.»
Guilherme Valente, editor

CARL SAGAN (1934-1996) foi professor de Astronomia e Ciências Espaciais e director do Laboratório de Estudos Planetários na Universidade de Cornell.
Desempenhou um papel preponderante nas missões interplanetárias das naves Mariner, Viking e Voyager, tendo sido condecorado por duas vezes com a Medalha por Feitos Científicos Excepcionais da NASA.
Carl Sagan recebeu ainda o Prémio Pulitzer, assim como as mais altas distinções tanto da Academia Nacional de Ciências como da Fundação Nacional da Ciência, entre muitos outros prémios que distinguiram a sua contribuição para a ciência, a literatura, a educação e a preservação do meio ambiente.
O seu livro Cosmos (que se seguiu à série de televisão homónima vencedora de um Emmy e de um Prémio Peabody) é o livro de divulgação científica em língua inglesa mais vendido de sempre.
O seu romance Contacto, também um best-seller, foi adaptado ao cinema.Carl Sagan foi dos primeiros cientistas a alertar o público para o perigo do aquecimento global e das possíveis consequências climáticas de uma guerra nuclear.
Na década de 1980 iniciou uma campanha em prol de uma aliança entre religião e ciência com o objectivo de proteger o meio ambiente.
Em 1998, por ocasião da visita a Portugal da sua Mulher Ann Druyan cumprindo uma promessa de Carl Sagan que ele não viria a poder concretizar, foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem de Santiago de Espada pelo Presidente da República Jorge Sampaio, sendo Ministro da ciência José Mariano Gago.

Cientista da Semana

Christian Huygens
Matemático, astrónomo e físico holandês nascido a 14 de abril de 1629, em Haia, e falecido a 8 de julho de 1695, na mesma cidade. Foi o fundador da teoria da onda luminosa, ao formular o princípio segundo o qual se pode considerar cada ponto de uma onda como o ponto de partida de uma onda esférica. Também reconheceu a forma real dos anéis de Saturno e contribuiu para a ciência da dinâmica, através do estudo da ação das forças nos corpos.

Christian Huygens. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto
Editora, 2003-2012. [Consult. 2012-04-12].

segunda-feira, 19 de março de 2012

ATIVIDADES - SEMANA DA LEITURA


Embora a Semana da Leitura tenha decorrido entre 5 e 9 de março, a Biblioteca de Barrancos continua a dinamizar várias atividades, no âmbito do Projeto aLer+ , até final do período.

história de fantoches dinamizada pela Maria Manuela com o apoio da
professora Sílvia.






ATIVIDADE DA SALA 1 DO JARDIM DE INFÂNCIA

quinta-feira, 15 de março de 2012

Cientista da Semana


Albert Einstein


Físico alemão de origem judaica, Albert Einstein nasceu a 14 de março de 1879, em Ulm, e morreu a 18 de abril de 1955, em Princeton, nos Estados Unidos da América.
Tendo demonstrado desde cedo grande aptidão para as ciências, escreveu o seu primeiro ensaio científico - On the investigation of the state of the Ether in a Magnetic Field - em 1885, com apenas 16 anos. Em 1900 formou-se na Escola Politécnica de Zurique em Matemática e Física e, dois anos mais tarde, começou a trabalhar numa empresa de patentes em Berna.
Foi também professor nas universidades de Zurique e Berlim, e membro da Academia de Ciências da Prússia.
Nos primeiros anos do século XX, Einstein desenvolveu um conjunto de teorias que estabeleceram a equivalência entre massa e energia, instaurando uma nova perspetiva na consideração do espaço, do tempo e da gravidade. Em 1905, publicou nos Anais de Física cinco artigos que revolucionaram a física newtoniana. Através da teoria da relatividade especial neles elaborada, Einstein alargou o princípio da relatividade clássica de Isaac Newton aos fenómenos eletromagnéticos. Nesta perspetiva, o espaço e o tempo não são considerados independentes entre si, mas relativos, formando uma conexão espaço-tempo. Também a massa é uma grandeza relativa, variando com o movimento e sendo equivalente à energia.
Neste sentido, foi levado a considerar que a massa de um corpo em movimento não se mantém constante em qualquer condição, como era defendido pela mecânica newtoniana, mas depende do próprio valor da velocidade a que esse corpo se desloca. No entanto, para corpos em movimento a velocidades pequenas (caso dos objetos que nos são familiares), os valores da massa em repouso e movimento são praticamente iguais. Contudo, é necessário ter em conta o aumento de massa para partículas de pequena massa em repouso, caso das partículas subatómicas, quando se movem a grandes velocidades.
Tal equivalência entre massa e energia foi confirmada experimentalmente através da observação das grandes quantidades de energia libertadas nas reações de fissão e fusão nucleares. Em 1915, através da teoria da relatividade geral, Einstein estende o princípio da relatividade a todos os movimentos da Física.
Em 1917 escreveu um ensaio onde lança o principio da emissão de luz estimulada (o laser). Na sua primeira visita aos Estados Unidos da América, em 1921, é recebido como um herói e nesse mesmo ano torna-se membro da League of Nations Committee on intellectual Cooperation. Em 1932 temendo a ascensão de Hitler foge com a mulher para os Estados Unidos da América. Começa por trabalhar no Instituto de Tecnologia da California e, mais tarde, muda-se para Princeton, New Jersey, onde integra o Instituto de Estudos Avançados.
Alguns anos depois, assina (juntamente com outras personalidades, uma carta dirigida ao presidente Frankelin Roosvelt recomendando a investigação em armas nucleares. Em 1940 naturaliza-se norte-americano mantendo, contudo, a cidadania suíça. Doze anos depois, em 1952, declina a proposta de se tornar o segundo presidente de Israel. Em 1955, no mesmo ano em que morreu, escreve a sua última carta assinada a um amigo de longa data, Bertrand Russell, aceitando incluir o seu nome num manifesto internacional de renuncia às armas nucleares.
Recebeu o Prémio Nobel da Física em 1921.


quinta-feira, 1 de março de 2012

Cientista da Semana


Alexander Graham Bell
Físico norte-americano nascido em 1847, em Edimburgo, e falecido em 1922, no Canadá. Professor da Universidade de Boston, apresentou em 1876 a sua maior invenção: o telefone.
Inventou ainda outros instrumentos, entre os quais uma balança de indução. Bell foi também professor de surdos-mudos.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Cientista da Semana




Heinrich Hertz
Físico alemão de origem judaica, nasceu em 1857, em Hamburgo, e morreu em 1894, em Bona. Foi o primeiro a radiodifundir e a receber ondas de rádio.
Especializou-se no estudo dos fenómenos elétricos e investigou a relação existente entre a luz e a eletricidade e a produção de ondas etéricas longas. Descobriu o efeito fotoelétrico em 1887 quando percebeu que a luz ultravioleta ao incidir num elétrodo facilitava a descarga produzida. Foi o primeiro a produzir e estudar as ondas eletromagnéticas (1888), tendo o seu nome sido dado à unidade de frequência. Através de engenhosos dispositivos produziu vibrações elétricas mais intensas que as conseguidas até então, demonstrando que estas se propagam como ondas eletromagnéticas. As ondas produzidas por Hertz eram de comprimento de onda dos 5 metros. Os escritos científicos de Hertz foram publicados em três volumes: Electric Waves (1893), Miscellaneous Papers (1896) e Principles of Mechanics (1899).

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Sessão de Leitura e Experimentação

No passado dia 25 e 26 de Janeiro foram realizadas 2 sessões de leitura e experimentação integradas no âmbito do projecto Ciência em Linha que está a decorrer na Bibioteca. Nestas duas sessões participaram os alunos do 1.º e 2.º ano juntamente com as respetivas professoras. Foi contada a história "Uns óculos para a Rita" da autora Luísa Ducla Soares e foram realizadas algumas demonstrações sobre o que é a luz, a propagação da luz e o funcionamento de alguns intrumentos que utilizam a luz tais como as lentes, espelhos, microscópios, lupas, etc.
O dinamizador do projeto Ciência em Linha quer agradecer a todos os que participaram nesta atividade.
Venham conhecer a ciência presente na Biblioteca.
Boas Leituras!

video

Cientista da Semana

Thomas Edison

Inventor norte-americano (1847-1931), registou mais de 1000 patentes na área da tecnologia, incluindo a lâmpada elétrica incandescente, o fonógrafo e o aparelho de projeção.
Apenas com doze anos de idade, começou a vender jornais durante viagens de comboio. Depois, num vagão que lhe foi cedido, montou uma prensa de impressão e fundou o jornal Weekly Herald que redigia, imprimia e vendia durante as viagens. Nos tempos livres, dedicava-se ao estudo de física, mecânica e química e fazia experiências no vagão. No decorrer de uma experiência pegou fogo ao vagão, sendo obrigado a mudar de emprego. Foi então trabalhar para um posto de telégrafo, emprego que ocupou até à Guerra Civil (1861-1865). Aos 17 anos de idade registou a primeira patente - um telégrafo duplo. Ao aperceber-se da necessidade de comunicações rápidas, durante a guerra, dedicou-se às invenções neste campo. Tornou-se rico e famoso, criando o primeiro centro de investigação fora da Universidade. A sua descoberta, denominada "efeito de Edison", fenómeno que consiste na emissão de eletrões por metais incandescentes, está na base da lâmpada de díodo. Edison desempenhou um papel fundamental nos campos das comunicações e da eletricidade.
Thomas Edison. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012. [Consult. 2012-02-09].

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

LIVRO DO MÊS DE FEVEREIRO


As Raparigas da Villa

Nicky Pellegrino

Sinopse

Quatro amigas.

Um pacto.

Umas férias que mudarão

As suas vidas para sempre…

Rosie, Addolotara, Toni e Lou: onde quer que estejam, estas quatro amigas cumprem sempre o pacto que fizeram ainda colegas de escola. Apesar de terem seguido rumos diferentes, todos os anos se reúnem para passar férias num destino paradisíaco.

Entre confissões, romances e pura evasão, os lânguidos dias passados ao sol em encantadoras villas são-lhes imprescindíveis.

Lou é insegura e debate-se permanentemente com os seus sonhos e expectativas. A inconveniente Toni encontrou no jornalismo uma carreira à sua medida mas as suas escolhas pessoais parecem ser uma eterna fonte de problemas. Como boa filha de italianos, a extrovertida Addolotara gosta de partilhar o seu amor pela vida. Será ela a salvar Rosie da solidão em que vivia desde a morte dos pais e a incluí-la neste grupo de amigas. Inesperadamente, será a tímida Rosie quem vai ver o seu futuro mudar masi radicalmente graças ao pacto…

e a um sensual italiano chamado Enzo.

“Para ler no sofá

com um bom copo de vinho

e um delicioso prato de pasta.”

Sky News

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Sugestão de Leitura - Ciência em Linha

Este mês sugerimos um livro sobre metereologia e sobre os fenómenos metereológicos. Esperemos que gostem! Boas leituras.


Primeiro Constrói-se Uma Nuvem
Autor: K. C. Cole
Colecção: Aprender / Fazer Ciência
Páginas: 236
Ano de edição: 2002
ISBN: 978-972-662-830-9



Embora a física seja desde há muito algo misterioso e complexo, K. C. Cole transforma-a em filosofia e poesia.

Cole conduz-nos numa viagem ao mundo das maravilhas da física, partilhando connosco as suas conversas com mentes científicas lendárias como Richard Feynman, os irmãos Oppenheimer, Victor Weisskopf e Philip Morrison.

«Cole é maravilhosamente hábil no uso de analogias para nos ajudar a visualizar conceitos científicos.»SAN FRANCISCO CHRONICLE & EXAMINER

«O livro de K. C. Cole pode transformar os preconceitos e os receios de muitas pessoas relativamente à física [...] Este livro oferece uma reveladora visão, para uma vasta audiência, das relações entre a física enquanto ciência e o mundo físico que conhecemos e experimentamos [...] Vivaz e atractivo.» BOOKLIST

«Os leigos lerão este livro fascinante com emoções não muito diferentes das sentidas pelo europeus do Renascimento quando escutavam, espantados, os relatos dos viajantes de cenas exóticas e aventuras selvagens em estranhos continentes. O entusiasmo de K. C. Cole pelas grandes teorias da física moderna - a sua beleza, poder, profundidade filosófica e, é verdade,
relevância para a vida moderna - é irresistível.»MARTIN GARDNER, AUTOR DE THE WHYS OF A PHILOSOPHICAL SCRIVENER

«K. C. Cole mostra como as ideias da ciência podem desdobrar-se e oferecer-nos milhares de formas de reconhecer o esplendor do nosso mundo quotidiano.»DOUGLAS HOFSTADTER, autor de Gödel, Escher e Bach - Laços Eternos

K. C. COLE, escritora científica do Los Angeles Time, é autora do bestseller The Universe and the Tea Cup e foi galardoada com o prémio do Instituto Americano de Física para o melhor artigo científico de 1995.

Vive em Santa Mónica, Califórnia.

Cientista da Semana


Dimitri Ivanovich Mendeleiev

Químico soviético, Dimitri Ivanovich Mendeleiev nasceu em 1834, em Tobolsk, na Sibéria e faleceu em 1907. Era o décimo quarto filho de um maestro e a família vivia com dificuldades. Quando o seu pai cegou, a mãe sustentou a família, trabalhando numa fábrica de vidro. Em 1848, viajou com a sua mãe até Moscovo, a milhares de quilómetros, para poder ingressar na Universidade. Contudo, naquele tempo, o acesso à Universidade era negado aos siberianos. Em 1850, chega a São Petersburgo levado pela crença da mãe no seu valor. Consegue ser admitido num colégio de formação de maestros. Em 1859, muda-se para Heidelberg onde, durante dois anos, trabalha e desenvolve as suas próprias ideias. Sobrevive aceitando variados cargos de professor. Em 1867, foi nomeado professor na Universidade de São Petersburgo, onde lecionou até à sua renúncia em 1890, por contestação às suas ideias políticas demasiado liberais. No entanto, o seu valor como químico já era incontestável.
Em 1869 publicou a sua primeira Tabela Periódica dos Elementos Químicos, mas o seu trabalho não recebeu crédito antes de 1875. Hoje em dia, o seu trabalho continua a ser a base da Tabela Periódica e, embora possa ter sido melhorado, não foi invalidado.

Mendeleiev. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012. [Consult. 2012-02-02].

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

O CURSO DE ALFABETIZAÇÂO DE ADULTOS VISITOU A BIBLIOTECA


As alunas do curso de Alfabetização de Adultos, acompanhadas pela professora Celeste, visitaram a Biblioteca de Barrancos, na qual fizeram a sua inscrição.
Após terem contactado com alguns livros e revistas, fizeram a requisição dos mesmos, e a visita terminou com a promessa de se tornarem frequentadoras deste espaço.

sábado, 28 de janeiro de 2012


A CRECHE DE BARRANCOS VISITOU A BIBLIOTECA

Os meninos da creche de Barrancos, acompanhados pela Educadora e Assistentes, e um grupo de utentes do Lar de Idosos, visitaram a Biblioteca com o objetivo de conhecer/explorar este espaço.
Tanto as crianças como os mais idosos tiveram oportunidade de contactar com os livros, revistas e outro material.
Foi uma manhã bem passada e muito rica pelo convívio intergeracional que se viveu.
Futuramente serão agendadas novas visitas com o intuito de sensibilizar os mais novos para a leitura e aproveitar as vivências dos mais velhos para
enriquecer o processo ensino/aprendizagem.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Cientista da Semana

Benoit Paul Emile Clapeyron
Engenheiro francês, Benoit Paul Émile Clapeyron nasceu em Paris, a 21 de fevereiro de 1799, e faleceu também em Paris, a 28 de janeiro de 1864.
Foi educado na Escola Politécnica em Paris e em 1810 foi para a Rússia onde permaneceu 21 anos.
Em 1834, expressou as ideias de Sadi Carnot no que diz respeito à termodinâmica, projetando o diagrama de calor para a termodinâmica teórica.
Clapeyron foi construtor de locomotivas e pontes. No entanto ficou mais conhecido pela descoberta da equação diferencial que possui o seu nome, a equação de Clapeyron, fórmula que permite calcular a variação da pressão com a temperatura numa substância que se encontre em equilíbrio entre duas fases.
Esta equação permite determinar o calor de vaporização de um líquido.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO

No dia 18 de janeiro decorreu na Bibblioteca de Barrancos uma ação de sensibilização sobre Competências Sociais, destinada à turma do 5ºB. Esta ação foi organizada pela professora do Ensino Especial, profª Sílvia Teodoro, em articulação com a diretora de turma, prof.ª Ana Branco, e dinamizada pelo psicólogo Miguel.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Cientista da Semana


James Watt

Inventor escocês, nascido em 1736 e falecido
em 1819, que prestou um grande contributo à Revolução Industrial com o seu desenvolvimento da máquina a vapor. Separou o condensador do cilindro e introduziu ainda outros aperfeiçoamentos de menor importância. Foi eleito membro da Royal Society de Londres em 1785. Deu o seu nome à unidade de potência elétrica do Sistema Internacional de Unidades, o watt.


Notícias sobre ciências
Código para daltónicos adotado por marca de calçado
Estudante norte-americana abre portal para "mundo paralelo"
Holandês cria tipografia para disléxicos
Travar aquecimento global de forma rápida e menos dispendiosa
Mais de cem reportagens científicas escritas por jovens portugueses
Astrónomos da UP detectam um aglomerado raro de estrelas
Pulseiras para o coração podem prevenir morte súbita
Harvard apresenta nova pirâmide dos alimentos
Encontrado o vertebrado mais pequeno do mundo
A descoberta científica mais importante de 2011
Fósseis recolhidos por Darwin redescobertos num armário britânico
Há um pulsar tectónico no estreito de Gibraltar que afecta o clima

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Cientista da Semana

Edmond Halley

Ficheiro:Edmund Halley.gif

Cientista inglês, nascido em 1656 e falecido em 1742, dedicou-se à matemática e à astronomia, duas áreas de interesse que combinou na perfeição, e foi membro da Real Sociedade de Londres, a mais dinâmica associação científica do seu tempo.
Em 1705, foi o primeiro investigador a calcular a órbita do cometa que hoje tem o seu nome. Mais tarde tornou-se o astrónomo da Coroa. Halley é também conhecido pelo incentivo que deu à publicação da obra de Newton Philosophiae Naturalis Principia Mathematica.

Novo espaço Ciência em Linha

A biblioteca tem um novo espaço dedicado à leitura em ciência. Neste espaço pode encontrar livros, revistas e outras publicações dedicadas à ciência. Poderá também ver e experimentar alguns fenómenos de ciência. Venha ver o novo espaço e "experimente o mundo à sua volta".

video

Sugestão de leitura - Ciência em Linha

Este mês o Ciência em Linha sugere duas obras de ciência que ensinam e explicam fenómenos físicos e químicos do dia-a-dia. Estas atividades podem ser realizadas por pessoas de todas as idades e utilizam para isso materiais de fácil aquisição. Esperamos que estas atividades despertem o cientista que exite denro de cada um de nós!

Podes encontrar estas obras no espaço Ciência em Linha na Biblioteca da escola.

Divirtam-se e boas leituras!

"Como funcionam os ímanes? O que faz com que a trajectória de uma bola seja curva? O que mantém um avião no ar? Como é que uma roldana te torna cinco vezes mais forte? Agora os jovens podem aprender a responder a estas ou a outras perguntas de física através de 101 experiências divertidas, sem qualquer perigo, com materiais de baixo custo, podendo ser realizadas em casa ou na sala de aula. Cada uma destas 101 experiências contém uma descrição dividida em Objectivo/Materiais/Procedimento/Resultados e a explicação científica (Porquê?) de modo a que o jovem aprendiz possa compreender o que se passa. Todos os pais ficarão satisfeitos em participar como colaboradores dos filhos em experiências que foram já previamente testadas pela Autora e seus alunos. Janice Pratt VanCleave recebeu em 1982 o Prémio Phi Delta para o Professor Notável do Ano. É autora de uma série de livros para jovens que estimulam o espírito de investigação."


Física para Jovens - 101 Experiências fáceis de realizar (movimento, calor, luz, máquinas e som).
de
Janice Vancleave
A ciência é divertida!
Edição/reimpressão: 1993
Páginas: 256
Editor: Dom Quixote
ISBN: 9789722010597
Coleção:
Ciência para Jovens

Colecção: Ciência Para Jovens
Editor: Dom Quixote
Ano de edição: 1999
ISBN: 9789722014632
Número de páginas: 252